Todo mundo odeia dublagem?

Não sei se vocês já viram que a Record está transmitindo a série americana Everybody Hates Chris (Todo mundo odeia o Chris, na versão brasileira). Logo que essa série estreou na TV a cabo, anos atrás, lembro de ver alguns episódios e dar boas risadas, mas por falta de tempo, deixei de acompanhar. Quando vi que estava passando na TV aberta, resolvi voltar a assistir quando desse.

Obviamente, por passarem na televisão brasileira, os episódios são dublados. Nós, tradutores, geralmente maldizemos a dublagem, por uma série de motivos. Gostamos de ouvir a voz original dos atores, de ver as soluções das legendas para sinucas tradutórias, de treinar o ouvido no inglês, entre mil outras coisas. Então, por que será que eu consegui dar umas belas gargalhadas assistindo ao episódio em português?

A ótima distração que a série em português me proporciona tem muito a ver com a interpretação dos dubladores que dão vozes às personagens. Mas indo um pouco além, também tem tudo a ver com a tradução feita para a dublagem. Não sei ao certo até que ponto o dublador tem liberdade para modificar essa tradução, mas acredito que o tom das falas e as tiradas inteligentes sejam mesmo trabalho do tradutor.

Quem já viu a série sabe que os diálogos são repletos de gírias, referências, trocadilhos e todas aquelas coisas que fazem um tradutor suar a camisa para dar naturalidade ao texto. Juntando isso com as ótimas vozes dos dubladores, temos uma série americana divertidíssima em português. Fiquei feliz de ter constatado que a dublagem pode, sim, dar graça a uma série que se passa em uma realidade bem diferente da nossa, e que um dos grandes responsáveis por isso é um tradutor.

Anúncios

Tags:, ,

3 responses to “Todo mundo odeia dublagem?”

  1. Roseli says :

    Oi, Lorena!
    Ótimo post. Uma coisa bem interessante de se observar são as traduções para os filmes infantis no cinema e DVDs, tipo “A era do Gelo” e companhia. A tradução para a dublagem desses filmes é magnífica, cada diálogo fantástico em PT.
    O último que vi dublado, “Rio”, foi de aplaudir de pé.
    Fico sempre pensando “como será que era no original”, para o tradutor ter tido essa sacada genial.
    Pena que dificilmente é publicado o nome do tradutor nesses filmes. Aliás, parece que o dublador também participa do processo.
    Enfim, não seria nada mal se a gente pudesse ter mais informação sobre isso, né?
    Um abraço e parabéns pelo blog, sempre com assuntos interessantes.

    • Lorena Leandro says :

      Oi, Roseli!

      É verdade, as animações são campeãs de ótimas dublagens! Até porque são um material muito rico em piadas, trocadilhos, referências, etc. Eu também costumo pensar muito em como seria o original e sempre fico admirada com certas soluções do tradutor.

      Infelizmente, você está certa, quase nunca (ou nunca mesmo?) sai o nome do tradutor da dublagem. Eu, inclusive, adoraria entrevistar alguém que faça esse tipo de tradução para o blog. Acho que vou procurar! A gente sempre fala muito de legenda, mas a dublagem fica em segundo plano.

      Gosto muito quando você visita o blog, volte mais vezes! 🙂

  2. elisa dos santos gonçalves says :

    é verdade muito bom sao ótimos canpiao!!!!!!!!!!

Contribua para a discussão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: