Estou de volta

Olá!

Estou de volta para contar mais novidades da minha “vida dupla” de tradutor e psicólogo. Duplicidade que está perto do fim, ou pelo menos de uma grande transformação – já, já vocês vão saber por quê.

No momento em que escrevo, faz alguns dias que entreguei mais um livro – já é o meu quarto! Após dois consecutivos para essa mesma editora, houve um hiato de quatro meses. Durante esse período, não deixaram de aparecer trabalhos para clientes menores, e também não deixei de recusar alguns que vi que não valeriam a pena – saber dizer não é uma virtude que todo tradutor deve ter, embora eu admita que ainda tenho minhas dificuldades com isso.

Nesse meio-tempo também foram publicados os meus dois primeiros livros: Noite Especial, de Anne McAllister, e Psicologia, de David Myers (traduzido em parceria com o Daniel Estill)!

Até que, no fim de maio, surgiu um novo pedido: mais um romance semelhante ao primeiro – inclusive no tamanho e no prazo dado pela editora. E novamente entrei no ciclo de dedicação quase exclusiva do tempo ao trabalho.

Dedicação que seria vã sem aquela alentadora sensação de reconhecimento. Um dia depois que entreguei o livro, a editora já tratou de me pedir outro. E foi graças a esse reconhecimento e à relação de confiança que já tenho com o cliente que tomei a liberdade de recusá-lo – não sem explicar que não teria como concluí-lo no tempo solicitado devido a outros compromissos e me pôr à disposição caso precisassem de mim nas próximas semanas.

No momento, estou de férias do trabalho “oficial” e fazendo o curso de legendagem com a Carolina Alfaro na PUC-Rio, buscando abrir mais uma porta para o mercado.

Quando voltar das férias, devo iniciar uma nova jornada que, se não me fizer tradutor em tempo integral, pelo menos vai me aproximar bastante disso e pode dar uma grande guinada nos meus planos (e quiçá até no rumo desta coluna). Após três anos no setor de RH, recebi uma proposta para trabalhar na biblioteca da empresa, mais precisamente no serviço de tradução! Meu próprio gerente, sabendo da necessidade de uma pessoa qualificada na biblioteca e da minha vocação para a área (até já fiz algumas traduções para ele e virei uma espécie de consultor de inglês e português para os colegas), foi quem me indicou. Não irei trabalhar traduzindo diretamente, já que isto é feito por uma empresa contratada, mas ao que tudo indica meu dia a dia será às voltas com essas traduções.

Mais detalhes, a conferir. Aguardem!

Anúncios

Tags:, ,

3 responses to “Estou de volta”

  1. Renato Motta says :

    Gostei das novidades, Heitor, e torço pelo seu sucesso nessa nova fase. Eu também passei muitos anos em jornada “dupla”, como professor e tradutor. Hoje sou só tradutor, estou mais feliz, mas sinto-me eternamente grato às enriquecedoras experiências do magistério. Somos a soma dos nossos dias. Parabéns!

  2. Heitor M. Corrêa says :

    Valeu, Renato!

    Volto a trabalhar amanhã e já devo começar lá na biblioteca. Vamos ver o que me aguarda!

  3. Alexandra Lima says :

    Parabéns! Fico super feliz por você, pois sou contadora e ainda não me aventurei nas áreas de tradução, apesar da minha formação acadêmica como tradutora e professora! Parabéns pela iniciativa, pelo artigo. ! Tudo de bom para você! Sucesso!!!!!
    Alexandra
    Praia Grande SP

Contribua para a discussão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: