Começando a me organizar V – final

“Tem um bebê no escritório”

Depois de tudo que contei essa semana, vocês podem estar pensando: “Muito lindo e maravilhoso, mas será que a Lorena sabe que tudo isso vai para as cucuias quando o bebê nascer”?

Sim, gente, eu sei! O que estou tentando fazer agora é, como comentei no primeiro artigo, ser uma pessoa mais estruturada. Acho que só assim ficará mais fácil de lidar com as mudanças bruscas de rotina quando o bebê nascer. Tudo vai virar de cabeça para baixo. Se eu tiver uma ideia boa do que funciona pra mim em termos de organização, de como lido com os altos e baixos da rotina, acredito que será mais fácil encontrar uma nova forma de rotina no meio do caos (maravilhoso) que é ter um recém-nascido.

Claro que nem tudo é fácil. Atualmente, mesmo coisas pequenas conseguem desestabilizar minha rotina e eu preciso fazer um certo esforço para voltar tudo pro lugar. Por exemplo, há algumas semanas voltei a fazer hidroginástica e a aula é no meio da manhã. É um horário ingrato para a produtividade no trabalho, mas estou tendo que contornar e fazer novos esquemas para essas duas vezes por semana em que preciso sair.

Há ainda aquelas vezes em que pegamos um projeto maior, ou em que muita coisa se intercala, e as horas de trabalho aumentam muito. Outro dia mesmo trabalhei três turnos seguidos, mas no dia seguinte onde estava o pique? Aí trabalhei bem menos. Fora os compromissos pessoais de todos os dias e o domingo, em que não trabalho de jeito nenhum, porque pra mim é dia de ir à missa, ficar com a família e testar umas receitas novas quando dá. Tem coisas de que não podemos abrir mão e essas, para mim, são algumas delas.

O trecho abaixo, do depoimento de Eduardo Zambelli sobre trabalhar em casa e cuidar do filho, que li no Go Home, reflete bem como acho que as coisas vão ser. E me deixa otimista, pois parece que, no fim, as coisas sempre se encaixam.

Sinto que a maior vantagem é vê-lo crescer, acompanhar o seu desenvolvimento e observar as suas conquistas de perto. Isso é ótimo e não tem preço. 

O ponto mais difícil é conciliar a atenção que ele precisa e conseguir trabalhar bastante. Existem os momentos tranqüilos e os de crise, com choro, normais para uma criança. Às vezes fico ainda na dúvida se vou precisar de alguém para me auxiliar o tempo todo ou se eu vou entrar em sintonia e conseguir dar conta de tudo sozinho.

(…)

Daqui a dois anos, quando chegar o próximo filho que já está nos planos, pode ser que eu precise alugar outro espaço. Mas minha meta ideal seria continuar trabalhando em casa, pois por enquanto nem penso em trocar essa rotina profissional somada à delícia de poder cuidar do meu filho.

Fico muito curiosa (e apreensiva) para saber como vou me adaptar a todas as novidades. Pode ser que eu releia tudo isso e fique feliz com minhas resoluções, que elas me ajudem de algum modo lá na frente. Ou, de repente, elas não servirão de nada para minha nova rotina de mãe e freelancer, e precisarei fazer tudo de novo. Por enquanto, fico só torcendo para que seja a primeira opção! E agradeço a vocês a oportunidade de compartilhar; obrigada por terem acompanhado e até a próxima!

Anúncios

Tags:, ,

4 responses to “Começando a me organizar V – final”

  1. LUCIANA says :

    OI LO, TE ENTENDO, TALVEZ VC TENHA QUE DEIXAR UM POUCO AS COISAS ACONTECEREM, PQ COM UM RECÉM NASCIDO, CADA DIA É UMA CAIXINHA DE SURPRESA, POR EXEMPLO, QUANDO O GUI NASCEU ELE DEMOROU PARA MAMAR, AI EU TENTEI DESESPERADAMENTE DAR O PEITO, MAS NADA E CHORAVA DE FICAR ROXO, PLANO B, MARIDO CORRE PARA A FARMÁCIA E COMPRA NAN, DÁ UM COPINHO DE LEITINHO E BORA TENTAR DE NOVO O PEITO, E DOIS DIAS SUADOS ELE COMEÇOU A MAMAR, SÓ ACHO QUE VC TERÁ QUE TER UMA PESSOA DE CONFIANÇA, A MÃE POR EXEMPLO, COMO EU TIVE A MINHA, PQ O RESTO DA CASA JÁ ERA,KKKKKK ELA ME DAVA UMA FORÇA COM ESSAS COISAS, DEPOIS DE UM MÊS TUDO FOI SE ENCAIXANDO. ENTÃO SE VC TIVER ALGUÉM QUE POSSA IR TE AJUDAR EM MEIO PERÍODO , SERÁ ÓTIMO AÍ VC CONSEGUE SE ORGANIZAR, BJOS AMORE.

    • Lorena Leandro says :

      Verdade, Lu! A gente tem que ser flexível pra encarar os imprevistos, né? O bom é saber que, sim, terei mãe e sogra experientes e super presentes. Graças a Deus! rsrs

  2. Malu says :

    Lorena, acho que você está em um ótimo caminho. Muito obrigada pelos artigos, gostei muito. Vai dar tudo certo e vai ser muito divertido. Beijinhos!

    • Lorena Leandro says :

      Oi Malu, que bom que gostou! Você falou tudo, a gente tem que esperar não só pela parte difícil, mas pela diversão também, né?

Contribua para a discussão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: