Começando a me organizar IV

Avaliando a lista

Voltando à listinha, vamos ver o que já consegui mudar (ou não) com as primeiras resoluções?

1) Não saber qual meu horário mais produtivo (uns dias é de manhã, outros à tarde…)

Essa sempre foi uma das maiores dificuldades. Mas tendo estabelecido uma rotina mais tranquila, já deu para perceber um padrão: meio da manhã até a hora do almoço e meio até o fim da tarde são os horários de maior produção, então, à medida do possível, tento organizar as tarefas de acordo com eles. Trabalhar à noite, só em casos muito necessários. De madrugada, nem pensar!

2) Falta de concentração, agravada por leituras na internet e redes sociais

Pomodoro Technique + Chrome Nanny + leituras antes de começar a trabalhar = concentração muito melhor. Além disso, ter o caderno para anotar tudo que vem à cabeça me deixou muito mais focada na tarefa da vez, sem precisar ficar pensando no que preciso fazer depois.

3) Demorar mais tempo do que devo para fazer minhas tarefas

Quando eu era criança, demorava mais tempo preparando minhas brincadeiras do que brincando mesmo. E sempre me irritava quando minha Barbie não ficava exatamente na posição que eu queria. Acho que isso diz bastante sobre minha personalidade! Resumindo: já fiz uns avanços, mas é um ponto a ser melhorado, porque ainda perco tempo com coisas que não são tão importantes, ou dando voltas para realmente começar a fazer o que deve ser feito.

4) Tentar ser multitarefas, mas não concluir realmente as tarefas

Sabe quando você está falando ao telefone e a pessoa ao seu lado começa a gesticular porque quer dar um recado para quem está do outro lado da linha? Se você simplesmente interpreta os gestos e passa o recado, parabéns! Mas se você for como eu, já sentiu aquela aflição só de pensar em como isso é confuso. Ou falo ao telefone, ou interpreto os gestos. Fazer as duas coisas é lorenamente impossível! Funciona igual com as tarefas. Uma coisa de cada vez. Está dando bem certo e sinto que estou concluindo as tarefas com mais rapidez, já que não há outro elemento de distração.

5) Protelar o que poderia ser feito na hora

Estou melhorando! “Depois eu faço” deixou de ser uma frase recorrente, mas ainda pipoca vez ou outra. Principalmente se forem aquelas tarefas chatas ou complexas demais. Mas como estou anotando tudo e seguindo a regrinha dos 5 minutos, eu mesma fico com vergonha de quebrar o esquema e acabo fazendo. Aí fico satisfeita, o que me incentiva a cada vez mais parar de protelar.

Outras pequenas práticas que têm me ajudado no dia-a-dia:

– Ver o menos possível, ou nada, de televisão. Principalmente: almoçar sem ver TV, assim  a gente respira e clareia as ideias. Além disso, dá menos preguiça de voltar para as obrigações. Aliás, não sei dizer qual foi a última vez que sentei para ver TV, o que considero uma vitória!

– Organizar as coisas aos pouquinhos, e não de uma vez só. Essa é mais uma dica do Vida Organizada. Se há algo que precisa ser feito, mas que demanda muito tempo (arrumar o armário, jogar papelada fora etc.) faça um pouco por vez. Separe 15 minutos por dia e, em poucos dias, terá feito tudo sem ficar exausto ou estressado.

– Desconectar sempre que possível, especialmente nos horários de descanso e fins de semana. O corpo e a mente precisam saber que estão descansando e diminuir o ritmo. Avalie, também, sua necessidade de ficar online o tempo todo. Veja, por exemplo, o que diz uma blogueira e escritora de quem gosto muito, a Jennifer Fulwiler:

Looking back, the problem wasn’t a love of being on line per se; rather, it was that I had other problems that I was avoiding dealing with. In my case (and I think this is somewhat common with moms), I was feeling completely overwhelmed. I had almost no breathing room in my crazy schedule, I rarely got time to rest and recharge my batteries, I felt close to a mental breaking point each day, and the result was that I constantly sought little escapes in the form of a glowing screen. Once my husband and I dealt with the root problem and I began getting some of the down-time that I so desperately needed, I found that I was no longer drawn to spend so much time online. (Limit Your Online Distractions in 4 Easy Steps)

– Deixe seu espaço de trabalho limpo e sem distrações. Tire mural de fotos, lembrancinhas de viagem, livros legais. Senão, quando a gente vê, fica olhando para tudo isso e esquece de trabalhar!

– Às vezes, só um cochilo salva!

– Aceite dividir as tarefas. Marido/esposa e filhos, ou familiares/amigos que moram com você, também fazem parte do esquema de organização. Numa breve palestra sobre organização e homeschooling, veja que bacana as dicas que essa mãe americana dá para que os filhos participem (e gostem) da rotina de organização da família:

E amanhã acaba! Farei minhas conclusões finais sobre toda essa organização pré-baby. Até mais!

Anúncios

Tags:, ,

Trackbacks / Pingbacks

  1. Está chegando a (boa) hora! « ao principiante - 03/12/2012

Contribua para a discussão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: