Semana ProZ: Primeira grande decisão profissional x maternidade

Por meses a conferência do ProZ esteve povoando meu imaginário como um dos fins de semana mais legais que eu teria desde o nascimento do meu filho. Iríamos eu, marido e filhote para o Recife, eu encontraria meus colegas tradutores, assistiria e daria palestras, e ainda curtiria um dia a mais na praia. Não poderia ser melhor!

Mas então comecei a, de fato, planejar a logística da viagem. Poderíamos ficar somente um ou dois dias a mais, no máximo, depois da conferência. Eu aproveitaria apenas pequena parte do tempo ao lado do marido e do filho, porque preciso me dedicar à conferência. Mas a pior parte seria mesmo para o pequeno.

Criança tem rotina. Uma rotina que vem sendo construída e adaptada desde seu nascimento. A essa altura, com quase 8 meses de vida, ele tem horários certos para comer, dormir, brincar. E se por acaso sai do esquema, fica com sono na hora errada ou demora para conseguir relaxar.

O meu maior medo com relação à viagem seria essa saída brusca da rotina, para passar tão pouco tempo em Recife. Fico pensando que se, para nós adultos, um bate-e-volta é cansativo, quanto mais para um bebê. E o grau de novidade não seria pouco: andar de avião, dormir e comer fora de casa e em horários diferentes, receber atenção de um monte de gente ao mesmo tempo.

A minha ideia de levá-lo comigo à conferência era justamente eu não precisar me separar dele, assim ele não teria que lidar com minha ausência assim tão cedo. Mas tive que colocar na balança os prós e contras e cheguei à conclusão de que, estando em casa com o pai e recebendo atenção dos avós, no seu ambiente, ele ficará seguro mesmo com a mãe longe.

Mas serão apenas dois dias. Para mim, serão uma eternidade, e acho que sofrerei mais do que ele. Mas antes eu do que ele!

Imagem retirada daqui.

Anúncios

Tags:,

3 responses to “Semana ProZ: Primeira grande decisão profissional x maternidade”

  1. Jù Chaad says :

    Ow, Lo, que linda! Agora compreendo. Prometo que vou cuidar bem de você aqui para o Thomas, ok? E relaxa, se ele vai etsar com o papis e com os avós, ele vai ter seu momento reinando total na casa, afinal, pai e avós é o pacote completo da mimação e paparicação.

Trackbacks / Pingbacks

  1. Hábito nocivo: todo mundo tem o seu | Monotarefa - 30/08/2013

Contribua para a discussão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: